sábado

O Nosso Poema


                                                           




Recomeço agora... uma vez mais recomeço nesta madrugada em que no equilíbrio das palavras o desequilíbrio dos corpos colhem  desejos que brotam de um mar onde hoje navegamos sem sobressalto caminhando de forma límpida sem permitir ao tempo que nos gaste a forma como sempre dissemos Amor.
Não sei melhor do que tu dizê-lo, mas sei latejar, apertar, morder, chupar, passear o meu barco pelas paisagens endurecidas  do teu corpo e chamar-lhe vida.
Tu sabes, eu sei que já nada inventaremos de novo mas viveremos em gestos nossos, usando como nossa a única voz do encantamento aquela com que direi teu  nome com toda a doçura do mel que na garganta me escorre, nume das palavras feitas de desejo que a torto e a direito repetimos a cada toque a cada beijo... E nesta mistura da saliva em que as nossas bocas são uma, escreveremos o poema das nossas vidas.


13 comentários:

A.S. disse...

Quero meu corpo
moldado às tuas rimas,
ser a silaba
mais lasciva do poema!


Beijos
AL

Alma Minha... disse...

A Vida é um constante recomeço!
Gostei de te re-encontrar.
Bjo e bom fim de semana

joão marinheiro disse...

Que dizer...agora que o vento chega de sul forte e silva pela porta especie de gritos agudos e chuva ávida da terra.
Que dizer da tua poesia intensa...
beijo de mar imenso

© Piedade Araújo Sol disse...

Ana

o texto é cheio de sensualidade assim como a foto.

boa semana!

beij

DE-PROPOSITO disse...

com toda a doçura do mel
-------------
É incrível que o mel pode ser amargo. E!,... dizem que há mel venenoso.
-----------
Felicidades.
Manuel

Baila sem peso disse...

Pois eu vim pela primeira vez
agradecer o teu carinho
lá no meu cantinho...
é como dizes...por vezes é preciso
a palavra amiga e um abraço
que nos acolhe num espaço...

O teu dizer é todo feito de amor
condecorando poema vida em seu louvor

boa semana de outono em suave cor

Anônimo disse...

Para escrever um poema a dois é necessária a cumplicidade que nem sempre parece existir nos textos que tenho lido. Não vou ser hipócrita e dizer que vou desejar que a cumplicidade exista, mas tb não vou agoirar e pedir para que não consigas. Vou ficar aqui onde sempre estive.
Gosto muito de ti miúda.

Graça Pires disse...

" passear o meu barco pelas paisagens endurecidas do teu corpo e chamar-lhe vida." Sensual e muito belo!
Beijos.

Blogadinha disse...

Ninguém diz melhor do que outrém o amor. Sentir e vivê-lo, sempre a melhor opção. Bjo

Nilson Barcelli disse...

Uma bonita promessa. Um recomeço incondicional, como deve ser sempre o amor.
Excelentes palavras, as do teu texto.
Gostei, como sempre.
Beijos, querida amiga.

DE-PROPOSITO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
áurea regina disse...

RECOMEÇAR!!!!!!

AMEI!!!!!

Nuno de Sousa disse...

Excelente... bela imagem. Bjs